Quem trabalha com redes sociais, divulgando uma marca, produto ou serviço, tem visto o quanto é difícil alcançar o público alvo, muito diferente de alguns anos atrás.

Assim antes de montar uma campanha ou estratégia nas redes sociais, uma dica é conhecer, primeiramente, bem de perto que tipo de público deseja alcançar. Em segundo buscar oferecer sempre os melhores conteúdos ou no mínimo interessantes para que essas pessoas venham te conhecer, ou queiram estar à sua volta.

Recentemente a Scup lançou um estudo intitulado “Horários nobres das redes sociais“. A pesquisa estudou o comportamento dos usuários em mais de 170 milhões de posts publicados no Facebook, Instagram e no Twitter, no Brasil em 2014.

E esse estudo mostrou que os picos de visualizações e interações nas redes sociais migrou dos finais de semana para os dias de semana.

Os resultados dessa mudança para quem não se mantém informado pode  derrubar campanhas e estratégias num piscar de olhos.

Ao que tudo indica as pessoas, que nos anos anteriores, deixavam para navegar pelas redes sociais somente aos finais de semana, em casa, através de um computador, hoje interagem por smartphones  durante o caminho para a casa ou para o trabalho.

No estudo do Facebook, os dias mais importantes passaram a ser de terça e quarta, respondendo cerca de 16% do volume de menções cada um. O horário de pico seguiu essa linha, com cerca de 800 mil posts às quartas-feiras, das 11 às 12 horas.

O Twitter apresentou redução de tweets aos finais de semana, com exceção do domingo à tarde, quando ocorrem os jogos de futebol e os posts ganham peso até por volta das 23 horas, o que também acontece às quartas, das 21 às 22 horas.

O Twitter tem alcançado maior interação no período noturno, a partir das 17 horas.

Já o Instagram  aumentou seus picos às sextas, entre as 19 e 20 horas, provavelmente pela chegada do fim de semana. Após esse horário, nas sextas-feiras à noite, as pessoas começam a se afastar das três redes analisadas.

No Instagram quarta, quinta e sexta registram participações nas postagens, mas não tanto quanto aos sábados. E diante de todas as redes, o Instagram foi o que mais cresceu em número de publicações, atingindo um aumento de 235%, chegando a 5,4 milhões de posts em relação ao ano de 2013, quando acumulou 1,6 milhões.

O Facebook e o Twitter também apresentaram aumento expressivo, de 144% e 59%, respectivamente.

Facebook

Estudo

Twitter

estudo

Instagram

Estudo

O estudo, composto por 50,7% de menções do Facebook, 46,1% do Twitter e 3,2% do Instagram, mostra o aumento de publicações em 2014 e respectiva tendência de crescimento desses números. Os 170 milhões de posts de 2014 representam 97% menções a mais nas redes sociais do que em 2013, quando foram monitorados mais de 86 milhões.

Vale ressaltar que diante de tantas publicações, os feeds estão cada vez mais cheios e, por isso, é muito difícil prender a atenção dos usuários. Assim mapear os dias e horários de destaque é essencial para conseguir entender e conhecer o comportamento dos usuários nesses canais e, assim, pensar em estratégias mais eficazes de relacionamento. Como pontua Soraia Lima, CMO do Scup.

Agora mais do que nunca é necessário um estudo mais profundo sobre o comportamento do público alvo e também sobre como estar presente nas redes sociais.

A Criativito pode te ajudar nessa caminhada, entre em contato para saber como criar um relacionamento com seu público alvo nas redes sociais e qual a melhor estratégia para a sua empresa.

Confira a pesquisa completa: Scup